Lagoa do Fogo Açores Portugal

Açores

O pouco conhecido Arquipélago dos Açores é provavelmente o segredo mais bem guardado de Portugal. Lindo, dramático, com lugares conscientemente desenhados para se hospedar e comer, piscinas termais em florestas exuberantes e praias incríveis e arrebatadoras, vazias, mas não para os surfistas

Não há nada além do oceano por horas. A luz branca e o calor atingiam a janela do avião. Então, as formas aparecem no horizonte. Duas ilhas com picos vulcânicos emergem da água como joelhos numa banheira: Santa Maria e São Miguel, a mais oriental dos Açores. Este arquipélago faz parte de Portugal, mas a sua localização – no meio do Atlântico – é tão remota que chegar aqui é como entrar no Triângulo das Bermudas.

Os Açores são possivelmente as ilhas mais exóticas da Europa. Eles são os jardins secretos do Atlântico – exuberantes e verdes, densos com florestas temperadas que parecem quase como floresta tropical, vivos com pássaros e uma rica vida selvagem. O cenário é lindo e dramático: costas acidentadas e praias desertas batendo com as ondas, que atraem surfistas e lisboetas conhecidos e poucas outras pessoas, embora os Açores se mantenham quentes durante todo o ano.

A maior das nove ilhas, São Miguel, é um lugar de segredos. Cenas agrícolas desmentem lagos de crateras escondidos, fontes termais fumegantes, ondas perfeitas do oceano e vistas de tirar o fôlego. A paisagem e o clima são imprevisíveis, mudando a cada 15 minutos. Da capital, Ponta Delgada, dirijoa até a cidade termal de Furnas, localizada no vale de um vulcão. A temperatura esfria, as estradas ficam empedradas, a luz é filtrada por pinheiros e eucaliptos. Passará por argila derretida borbulhando ferozmente à beira de um lago verde-claro. O vapor sulfúrico sobe em direção às copas das árvores. A terra é tão quente que se tornou um local de peregrinação gastronomica: eles fazem um cozido, “colzido das Furnas”  enterrado nesta terra quente durante cinco horas, e levam ao meio-dia para servir de almoço nos restaurantes da aldeia.

Açores Portugal Ilha Natureza Paisagem Água Verde

Siga para as fontes termais que jorram pela aldeia e vá pelos caminhos na floresta que serpenteiam à volta da lagoa das Furnas. Na Poça da Dona Beija a temperatura do banho termal natural é de 39ºC. Lembre-se sobre as qualidades juvenis de espirrar águas termais na pele; manchar o rosto com lama sulfúrica laranja, que ajuda a estimular a produção de colágeno para uma pele brilhante.

Existem mais piscinas termais por perto, no Furnas Boutique Hotel que ja foi um banho público e foi recentemente restaurado e remodelado com piscinas termais interiores e exteriores, além de um centro de bem-estar e spa. As janelas do chão ao teto em cada quarto são projetadas para enfatizar a beleza da floresta e dos jardins ao redor. Tudo gira em torno do grande saguão com um bar de madeira escura e o lojas de que vendem produtos locais. 

Vapor vulcânico nas margens do Lago de Furnas
Vapor vulcânico nas margens do Lago de Furnas - Açores - Portugal

Vila Franco do Campo é uma pacata vila de pescadores no litoral sul e ponto de salto para mergulhadores, observadores de baleias e caiaque. Vale a pena espreitar o Convento de São Francisco da vila, um convento que virou hotel e que quase não mudou desde os dias sagrados do século XVII. É um lugar labiríntico, gloriosamente não modernizado. As paredes são desgastadas pelo tempo e pelo ar salgado. No andar de baixo há um salão excêntrico sob arcos de pedra, completo com altar, estofamento de veludo vermelho e pinturas a óleo de São Francisco. Um vasto salão com uma enorme lareira e absolutamente nada mais convida a uma festa suntuosa. 

A partir da marina de Vila Franca, pegue um barco e vá até a cratera vulcânica meio inclinada saindo da água a apenas alguns quilômetros de distância. No alto verão, esta é uma cúpula de prazer: um lugar para os turistas nadarem na piscina da cratera e se aquecerem em suas margens rochosas. Fora da temporada, é uma face selvagem e brutal de rocha ruiva lavada em ondas brancas agitadas.

ilheu-vila-franca-campo-Açores Portugal

Uma viagem ao longo da costa norte da ilha passa por plantações de chá e praias de surfe. Sozinho no topo de uma falésia está o Santa Bárbara Eco-Beach Resort: um hotel chique focado no surf, na montanha e na natureza dos Açores, dispõe de 14 cabines com fachada de vidro e vistas panorâmicas para o mar. A arquitetura combina perfeitamente com a paisagem vulcânica. O amplo restaurante, com o seu interior em madeira petrificada e cortiça tradicional, diz ter o melhor sashimi da ilha.

Em São Miguel tem uma cachoeira com vista linda, é preciso pegar uma estrada e descer uma trilha assustadoramente íngreme para chegar na cachoeira escondida. A força da água esculpiu curvas elegantes na face da rocha. Em dias secos, você pode nadar, deixando o peso da água bater em seus ombros. Acima da cascata, há caminhos estreitos de fazer tremer os joelhos ao longo das rochas, sobre picos vulcânicos até o mar. Repetidamente nesta ilha há a sensação de passar por um véu, de um mundo a outro. Através das lacunas nas nuvens, avista-se a deslumbrante Lagoa do Fogo – um lago em uma cratera, um minuto verde esmeralda, o seguinte azul celeste e praias vazias de areia branca. Tão rápido quanto a vista aparece, ela desaparece novamente: cortinas embaçadas fechadas.


Seguindo por estradas sinuosas, no litoral sul, o Bar Caloura, a apenas 15 minutos de carro do lago, é um dos locais preferidos de locais e visitantes. Ao lado do bar, degraus que descem para o oceano. As pessoas vêm para um mergulho salgado antes de uma taça de vinho e um prato de carapau frito ou queijo fresco com molho de pimenta. 


No lado oeste da ilha está a região chamada de as Sete Cidades. Dois lagos adjacentes, um azul e outro verde, foram formados, como diz a lenda, a partir das lágrimas de amantes separados, um com olhos azuis e outro com verdes. O Sete Cidades Lake Lodge é um lugar para se retirar e recarregar, com bangalôs e madeira e arquitetura única em meio a jardins de malmequeres e limoeiros. Com enormes janelas com vista para um lago ou floresta, o design é mínimo e ecologicamente correto.

Sete Cidades Lake Lodge
Sete Cidades Lake Lodge

A 10 minutos de carro, por outra estrada incrivelmente íngreme, estão as inspiradoras Termas da Ferraria: banhos termais localizados abaixo de um penhasco. São duas piscinas, uma artificial com águas termais mornas e outra bem no meio das ondas do Atlântico. Embora o mar seja agitado, é muito difícil dizer não a uma piscina literalmente no meio do oceano. Existem aos degraus de ferro para se segurar enquanto as ondas quebram em torno de sua cabeça. Cordas são engatadas para se pendurar: o jogo aqui é amarrar-se enquanto você é empurrado e puxado pela ondulação, aterrorizante e fabuloso – um pouco como uma massagem incrivelmente dolorosa, relaxada e corajosa.

Piscina Natural da Ferraria